Aceita-te: “Reconhece-te”

Aceita-te como és! Não tenhas medo do julgamento que os te possam fazer, não andes com a culpa a tua volta. Valoriza-te.

Hoje em dia muitos de nós não aceitamos quem somos, e o nosso dia a dia baseiem-se em ilusões, nessas onde está tudo bem e onde somos seres perfeitos, mas na verdade não é bem assim. Muitos de nós tememos o julgamento dos outros, mas a verdade é que esses sempre irão existir, relembra-te que isso apenas tem a importância que nós lhe dermos!

A auto-aceitação é a capacidade de nos valorizarmos incondicionalmente, ou seja aceitarmos quem somos todas as nossas qualidades e defeitos, estes que podemos sempre melhorar. Agora deixo-te aqui algumas pequenas dicas para te valorizares-te e iniciares o teu processo de auto-aceitação.

Em primeiro lugar é necessário saberes reconhecer os teus “pontos fortes”, ou seja, as tuas melhores habilidades, reconhece-las e valoriza-las, ao longo que começas a valorizar os teus “pontos fortes” irá ajudar a mudar a tua opinião sobre ti mesmo! O meu conselho é fazeres uma lista com todas as tua qualidades, como por exemplo

“Eu sou uma pessoa gentil”

2Em segundo lugar neste processo opta por fazer uma pequenas lista de conquistas, começa por identificar e reconhecer as tuas qualidades ao fazer essas mesmas conquistas. Estas podem incluir pessoas que já foram ajudadas por si e também alguns momentos menos bons que já ultrapassou.Deixo-te aqui  alguns exemplos mais concretos para te ajudar.

“Depois de perder o meu emprego, foi muito difícil para mim adaptar-me e conseguir pagar as minhas contas, mas eu aprendi bastante acerca das minhas qualidades e agora sou uma pessoa melhor por isso”

Neste terceiro passo é importante reconhecer a forma como fazes o teu próprio julgamento. Ao fazeres o teu julgamento é importante, porque à medida que o fazes ajudas-te a ver as áreas onde és mais critico contigo mesmo. Por vezes ser excessivamente critico leva-te a criar sentimentos não produtivos como por exemplo a culpa e a desilusão. Esses dois sentimentos podem impedir a conclusão deste processo. Então por isso faça uma lista de pensamentos negativos todos os dias antes de sair de casa e no fim queime-a e a partir desse dia não permita-se pensar mais nisso. Deixo-te aqui uns exemplos.

“Eu estou sempre a interpretar o que as pessoas dizem de forma errada; deve de haver algo de errado comigo.”

Por fim o último passo deste processo de aceitação é o reconhecer os comentários de outras pessoas e a maneira de como nos afectam. Muitas vezes quando vamos na rua, ao estamos num centro comercial ou até num parque, ou mesmo em qualquer lado, ouvimos, ás vezes, outras pessoas a falar sobre nós, frequentemente esses comentários afectam muitas vezes a opinião que temos sobre nós mesmo.  Mas nós aceitamos o que nos dizem e continuamos iguais ou podemos ser o que as outras pessoas nos dizem para ser. Cabe-nos a nós decidir.

3

Lembra-te tu és um ser único e especial, vive a tua singularidade da tua maneira, aceita quem és e vive sem culpa por seres assim.

 

 

Anúncios

2 Comments on “Aceita-te: “Reconhece-te”

  1. Durante toda a minha infância tive alguns problemas de aceitação e hoje olho e vejo que o meu filho também os tem… Muito obrigado por este texto é irei com toda a Certeza adotar este método.

    Liked by 1 person

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: