HGJKLǺ.jpg

Hoje trago-vos um tema muito complexo, vamos falar sobre o sentimento de inferioridade, às vezes, qualquer pessoa no mundo, independentemente de como seja alta ou baixa, gorda ou magra, branca ou negra, ela pode estar sujeita a sentir-se inferior a tudo e a todos de alguma forma. Quando isso acontece, ela costuma dizer a si mesma que não é boa, bonita ou inteligente como gostaria de ser. Mas não te preocupes porque eu estou aqui para te ajudar a resolver esse traço que tens. Vamos iniciar.

O primeiro passo é procurar e descobrir a causa desses sentimentos. O complexo de inferioridade pode ter origem no teu passado, e fica mais fácil superar o problema se conseguires conhecer a sua origem. Ela pode estar baseada numa experiencia traumática na tua infância ou uma situação que não correu como querias, ou até mesmo a junção destes dois exemplos. Reflete sobre o teu passado. Tenta lembrar-te de experiências que podem ter levado a   te sentires assim. Pergunta a ti mesmo o porque de ainda estarem presente na tua memoria e como o fazeres para parar de estar presente.

O segundo passo é analisar o tipo de pessoa que te sentes inferior. Procura ser o mais específico possível. Pensa que estás a jogar ao “Quem é Quem” analisa primeiramente um grupo de pessoas depois começas a especificar as características deles. Deixo aqui alguns exemplos.

  • Julgas-te inferior estar de gente bonita? De gente rica? De pessoas mais inteligentes? De quem é bem-sucedido?
  • Experimente partir desse ponto até chegar ao nome de alguém em sua vida.

O terceiro passo é analisar o teu complexo. Esse é um bom começo. Escolhe a tua característica que mais te desagrada e avalie-a de forma racional em vez de usar as emoções. Ela é tão má quanto pensas? Se a resposta ainda for sim, lembra-te de que todos acreditam ter pelo menos um “defeito” que gostariam de melhorar. O que vês como uma falha pode parecer normal para outra pessoa. Isso quer dizer que, mesmo que aches que o teu nariz é gigante, às vezes, ninguém repare nele. Não deixes que as tuas imperfeições controlem a tua vida ou o teu destino.

o último passo é saberes que todos somos iguais. Não existe ninguém que seja o melhor em tudo. Mesmo que a pessoa seja linda e milionária, sempre haverá alguém mais inteligente ou mais solidária do que ela. Cada um é o resultado de uma combinação única de atributos positivos e negativos. Ao entender esse conceito, fica mais fácil começar a ver a si mesmo de forma mais realista

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s