Perdoa-te: Assume A responsabilidade

 

E hoje trago-vos aqui uma forma de perdão, de perdoar os outros, de nos perdoar e de perdoar também o nosso passado. O processo de perdoar é um processo longo e demorado, mas eu trago-te aqui algumas dicas para resolveres isso. Vamos dar início ao nosso texto.

Em primeiro lugar sê honesto contigo mesmo em relação às tuas atitudes. Antes de conseguires perdoar-te completamente,  precisas de reconhecer as tuas próprias atitudes.

Coloca num papel todas as atitudes pelas quais nutres emoções intensas. Dessa maneira, poderás descobrir exemplos concretos do motivo pelo qual cultivas esses sentimentos negativos em relação a ti mesmo.

De seguida, para de racionalizar e começa a assumir a responsabilidade pelas coisas que dizes e fazes. Uma forma de ser sincero contigo mesmo é aceitar as consequências das tuas próprias ações. Se fizeres ou disseres algo errado, deverá assumir a responsabilidade por tal atitude antes de te perdoares  a ti mesmo. Uma maneira de conseguir isso é livrares-te do stresse. Quanto maiores os níveis de stresse, mais danos causarás a ti mesmo.

Depois de tudo isto, aceita a culpa que estiveres a sentir. Aceitar a nossa responsabilidade é uma coisa, compreender as emoções por de trás do que fazemos é outra. As emoções intensas, como a culpa, não são apenas comuns, elas também são benéficas. Sentir culpa vai incentivar-te a fazer a coisa certa para ti mesmo e para os outros.  Talvez sintas culpa pelos próprios pensamentos, talvez tenhas pensamentos em que desejes a dor e o infortúnio dos outros, ou talvez cultives emoções negativas como a luxúria ou a ganância Caso estejas muito sobrecarregado pelos sentimentos de culpa, entende que eles são comuns.

Ainda terás de identificar as tuas crenças e valores. Antes de te poderes perdoar a ti mesmo, será preciso identificar o que valorizas e no que acreditas. Tira um momento para pensar em como podes consertar o que fizeste. Pensa em como podes fazer uma diferença real. Essas atitudes poderão basear-se numa crença espiritual ou nos valores da sociedade.

Em último plano compara as necessidades por detrás dos teus desejos. Uma forma de te perdoares por sentimentos de adequação é comparares o que precisas na vida com o que desejas. Identifica tanto as necessidades concretas como as necessidades sociais e compara-as com os desejos concretos. Comparar as necessidades com os desejos poderá ajudar-te a perceberes que talvez tenhas sido duro demais contigo mesmo.

Anúncios

2 Comments on “Perdoa-te: Assume A responsabilidade

  1. Pingback: Perdoa-te: Tu e os Outros – O Teu Bem-Estar

  2. Pingback: Perdoa-te: Pratica – O Teu Bem-Estar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: