ytuiop.jpg

E por fim chegamos ao momento de viver os nossos momentos em tempos diferentes, ultimamente aqui no blog temos falado muito deste tema, já materializamos os nossos momentos já aproveitamos então agora vamos vive-los. Vamos iniciar então o nosso texto.

O primeiro passo é não fazer mais que uma coisa de cada vez. Quando fazes duas coisas ou mais de uma só vez, não estás completamente focado em nenhuma delas. Podes não estar totalmente no presente, porque os teus pensamentos vão saltando para o próximo projeto, ou preocupados com outros assuntos. Quando isso acontece volta ao teu foco para uma coisa só essa é uma boa forma de viver no presente. Tenta terminar tudo o que começas. Uma ótima maneira é atribuir tempo a certas tarefas para estares naquela altura só focado nessa tarefa.

O segundo passo é ir com calma. Fazer as tarefas com pressa é quase a mesma coisa de fazer várias ao mesmo tempo, em relação a viver o momento. Se tudo o que pensas é terminar uma tarefa o mais rápido possível, não estás a dar oportunidade de realmente experienciares o que estás a fazer. Toda a tua mente e corpo devem trabalhar como um só, pelo tempo que for necessário para terminar o que estás a fazer.

De seguida pensa nas tarefas de forma diferente. Coisas do dia a dia, como lavar a louça, varrer o chão, pintar, entre outras, tudo isso oferece boas oportunidades de praticar o mentalismo. Faz as tuas tarefas com calma e metodicamente, dando tempo para completá-las na perfeição. Foca-te nos movimentos do teu corpo, e na forma como estás a mudar o espaço para melhor, deixando-o mais limpo, mais bonito e mais positivo. Depois de fazeres isso passa um tempo sem fazer nada, encher o dia com tarefas umas atrás das outras não dá tempo a de absorver as coisas. Faz uma pausa entre as tarefas, e passa um tempo sem fazer nada. Não olhes para o computador, ou leres e-mails no telemóvel. Apenas tira esse tempo para te sentares, respirares e apreciares o momento, não importa o que te esteja a ser oferecido.

Por fim repara no mundo á tua volta. Se simplesmente passas pela vida sem parar para ver as coisas como são, não estás a viver o momento, em vez disso, estás limitado a pensar sempre nas coisas com a tua cabeça. Olha à tua volta e observa. Reage ao mundo à tua volta. Se vires uma lata na calçada da tua casa, recolha-a. Se sentires uma brisa de ar salgado vinda do mar, para, fecha os olhos e deixe-a beijar o teu rosto.

Deixo-vos aqui alguns textos dentro desta temática:

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s