dfghuiop.jpg

Vamos ser felizes? Claro este tema tem sido falado já durante algum tempo aqui no blog mas hoje vamos terminá-lo. Temos percorrido pelos mais diversos caminhos e todos eles têm a felicidade em comum, e este também não o deixará de ter. Vamos então dar inicio!

Em primeiro lugar Domina-te. Isso quer dizer aceitar e amar os teus hábitos, a tua personalidade, a tua maneira de falar ou olhar, a tua voz, basicamente tudo que faz ser quem és. Lembra-te que és único, tens valor e mereces amor e respeito. Aprender a sentires-te confortável contigo mesmo irá ajudar-te a transmitir confiança para as outras pessoas e viver uma vida mais feliz.  Não peças desculpas por aspectos que fazem parte de ti, como a tua personalidade, a tua voz ou os teus hábitos. Se existem características que queres mudar, certifica-te que é por ti e não porque alguém te disse para mudares. Toma decisões baseadas nos teus próprios valores, não no que os outros acham que deveria ser ou fazer.

De seguida estabelece objetivos pessoais. Dá uma vista de olhos na  tua vida, nos teus valores e na pessoa que queres ser.  Estabelece objetivos que te façam sentido e que estejam alinhados aos teus princípios pessoais. Sê realista quando estás a traçar os teus obejetivos. Traçar objetivos realistas não quer dizer que tenhas que te limitar ao que sabes ou consegues fazer, mas sim reconhecer a situação em que estás e as habilidades envolvidas quando fizeres planos.

Outro fator importante é ter um foco nas pessoas e não nas coisas. O caminho para a verdadeira felicidade não está num iPhone ou num carro luxuoso. Na realidade, as pesquisas sugerem que as pessoas que têm mais foco em bens materiais quase sempre estão a tentar compensar outras necessidades não atendidas nas suas vidas. Pessoas materialistas são, quase sempre, menos felizes do que aquelas que têm menos foco em “coisas”. Está tudo bem gostar do que se tem, mas lembra-te que coisas não trazem alegria. Elas podem até aumentar as chances de te sentires triste.  É claro que precisas de fazer dinheiro suficiente para manter os bens básicos como, comida, casa e vestuário. No entanto, uma vez que fazes dinheiro suficiente para sustentar as tuas necessidades básicas, a tua felicidade não é afetada significativamente por quanto dinheiro fazes, mas sim pelo teu nível de otimismo.

É importante sair  da zona de conforto. Estudos demonstram que os humanos não conseguem evitar a armadilha da adaptação hedônica. Nós adaptamos-nos rapidamente às mudanças, mesmo as positivas, e tratamos qualquer novidade nas nossas vidas como novidade antes da adaptação. Por isso é importante forçar a sair da zona de conforto para incentivar o crescimento pessoal. Assumir riscos e sair da zona de conforto tem muitas compensações. Uma das mais relevantes para o aumento da tua felicidade é o fortalecimento da tua resistência, ou de como lidas com desafios inesperados. Ao te desafiares diariamente para ultrapassar os teus próprios limites, irás desenvolver a adaptabilidade e flexibilidade necessárias quando um momento ou situação assim o  exigirem.

Por fim sorri. A ciência diz que quando sorrimos, mesmo que não estejamos felizes, melhoramos o humor. Portanto, sorri sempre que puderes! O sorriso é como um loop de retorno: o sorriso reforça a felicidade, assim como a felicidade leva ao sorriso. As pessoas que sorriem durante procedimentos dolorosos transmitem menos dor do que as outras. Sorrir liberta hormonas, que estão associadas ao alívio da dor, e outras hormonas que estão associadas aos sentimentos de felicidade.  Lembra-te de que diferentes culturas interpretam o sorriso de formas diferentes. Por exemplo, na cultura russa o ato de sorrir para um estranho é suspeito, enquanto os norte-americanos provavelmente sorriem para todos o tempo todo. Sorrir para os outros, mas não te ofenda se o gesto não for retribuído.

Deixo-te aqui outros textos que têm como objetivo a felicidade e o sentirmo-nos bem connosco próprios.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s