A Visão da Clarice

Outono, ou…

Ou aproveitamos a mudança da estação e fazemos nós a nossa muda. Ou fazemos como as árvores que se despem e se pintam de vestidos novos.

Chega nos suave e envolvido em tons do verão, como um infiltrado, e sem percebermos  já estamos perdidos, numa palete de cores primárias que se misturam e querem criar.

É germinado algo com vontade de começo, como se o amarelo vivo e desmedido tivesse vontades. Já não é um infiltrado, e também já não é assim tão suave.

Então é o que?

Para mim é o bichinho da terra, é energia que vai aquecendo cada um á medida da sua visão, tudo o que fizemos e fazemos conta sim, não tem como não contar, é inalterável e é curável.

E está tudo bem. Está tudo bem. Tudo bem. Que nos aqueça com visões de coragem, de aceitação e perdão, e ainda assim deixar cair o que já não nos serve, mesmo que isso crie baixas temperaturas… será sempre necessário para nos vestir de novo.

Somos todos seres únicos cheios de tempestades e calmarias em constantes mudas. E por isso, existe tamanha imensidão de tons e de cores, de formas e de amor.

Ou Outono… talvez seja desta.


Grata de coração.

Clarice

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: