Faz-me ficar …

Meus amigos, sejam bem-vindos a mais uma terça feira. Como já bem sabem, é o dia da nossa rubrica.

Hoje vou falar-vos de um livro que tem gerado alguma controvérsia entre os meios sociais. Estou a referir-me ao livro Faz-me ficar, de Afonso Noite-Luar.

Pessoalmente, desconhecia o autor e o seu tipo de escrita. Quando comecei a ler, percebi o porquê de tanta controvérsia. O livro tem um cariz erótico, sendo quase um 50 Shades à portuguesa, sem a parte do quarto vermelho da paixão (penso que quase todos conhecem a história, pelo que não me vou alongar nos pormenores).

Contudo, penso que o que importa reter é a filosofa de vida de Afonso, o nosso personagem principal. Afonso é um coach que ensina aos homens os seus mandamentos de vida, entre os quais se inclui o saber lidar com o sexo oposto. Por outras palavras, ensina os seus pacientes/clientes a serem “Afonsos”.

À primeira vista, tudo nos parece um pouco despropositado. Mas, à medida que vamos avançado na história e vamos conhecendo o Afonso, tudo começa a fazer sentido.

Afonso rege-se por mandamentos de vida que o tornam um pouco frio, mas ao mesmo tempo sincero, porque a mentir não faz parte dos seus mandamentos. Por mais frio que eles nos pareça, sabemos sempre que está a ser reto e direto nas suas abordagens.

Quantas pessoas vocês conhecem que parecem não ter sentimentos? Quando me refiro a sentimentos, refiro-me a comportamentos que parecem desprovidos de calor humano.

Quantas pessoas vocês conhecem que se regem por regras que no vosso entender parecem estapafúrdias?

Se calhar, temos essa opinião porque não conhecemos verdadeiramente a alma dessa pessoa. Por vezes, as pessoas criam capas à sua volta, capas essas que têm uma razão de ser.

Na minha opinião, Afonso criou uma capa à sua volta que o impedia de se magoar. Essa capa fê-lo entrar em rota de colisão com alguns dos seus amigos mais pessoais. Contudo, quando este se viu realmente apaixonado, percebeu que algo tinha mudado nele e que tinha de mostrar à pessoa amada que não era o mesmo Afonso que ela conhecera.

Quantos de vós já mudou por amor? Quantos de vós sentiu que a sua forma de ser era incompatível com o resto do mundo?

Hoje fico-me por aqui com estas interrogações no ar. Como sempre, quero saber a vossa opinião.

Não se esqueçam de ler e de voar….

Abraços & Beijos

TCR

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: