Escrever,Transformar & Ser Cap.XV

O otimismo é a forma de encarar as situações de um modo positivo e esperando um desfecho favorável para as nossas vivências, mesmo quando são situações que parecem ser difíceis e cuja solução não se deslumbra no nosso horizonte pessoal. Nem sempre é fácil ver a vida com esta perspetiva otimista quando estamos mergulhados nos nossos desafios e obstáculos, onde o pessimismo é rei e senhor e faz com que todas as emoções menos positivas ganhem uma realce em detrimento das emoções positivas que possam sustentar a procura de soluções e a crença num desfecho favorável e benéfico para cada um dos nossos desafios.

No que diz respeito ao papel a Escrita Terapêutica na gestão de emoções relacionadas com o otimismo na nossa Vida, podem ser realizados diversos exercícios que nos ajudem a enveredar por diversos processos reflexivos que sirvam de guia para a nossa caminhada e para nos tornarmos cada vez mais otimistas, sabendo e tendo consciência de que tudo o que é vivido em excesso não é saudável e que temos o direito e a necessidade de acolher o pessimismo que sentimos em diversas situações, pois esse acolhimento servirá de impulso para a procura do otimismo e o seu enaltecimento.

Assim podemos começar com a elaboração da Lista de Otimismo onde, em consciência, vamos enumerar quais são as situações, as relações, as vivências que alimentam o otimismo na nossa Vida, ou seja, o que nos faz acreditar nos desfechos favoráveis e que, de igual modo, serve de impulso para a nossa força em lutar pelo que queremos, sem estarmos presos no pessimismo que nos impede de encontrar as soluções pretendidas. Nessa lista podemos escrever o nome de tudo aquilo que aumenta a nossa confiança, a nossa crença na vitória, sejam situações, pessoas, momentos, objetos, tudo aquilo que nos faz sentir mais otimistas.

Ao mesmo tempo, para termos algo que nos ajude a refletir de um modo mais profundo, precisamos elaborar a nossa Lista de Pessimismo, ou seja, aquela lista onde vamos escrever tudo aquilo que nos faz sentir pessimistas e achar que não somos capazes de alcançar o que queremos, de realizar os nossos sonhos e nos impedem de levantar e lutar pelo que acreditamos, sendo que nesta lista podemos colocar, como na lista anterior, os nomes de pessoas, momentos, vivências, objetos e tudo o que alimenta o nosso pessimismo.

Ao compararmos estas duas listas, a do Otimismo e a do Pessimismo, podemos ver que muitas vezes há situações/vivências/pessoas que estão escritas nas duas listas e não é de todo errado ou impossível de acontecer, pois dependendo do momento que estamos a viver as mesmas situações podem alimentar ou o otimismo ou o pessimismo na nossa Vida e, por esse mesmo motivo, precisamos refletir o que temos a trabalhar em nós, compreendendo o porquê de isto acontecer e de influenciar o nosso sentir e viver. Ao comparar estas duas listas podemos escreve um texto em que respondemos a esta questão “O que estou a sentir ao ler estas duas listas? O que tem dominado mais a minha vida, o lado otimista ou pessimista?”, sendo que neste texto devemos escrever tudo o que estamos e como estamos a sentir, sem filtros, sem florear, sem rodeios, para que o processo reflexivo e terapêutico tenha mais enfase e surta maior efeito na nossa gestão emocional.

Dependendo da resposta que foi escrita no texto referido anteriormente, podemos começar a pensar como podemos trabalhar aquilo que consideramos importante na nossa gestão emocional e outro exercício que podemos realizar é escrever outro texto em que respondemos à seguinte questão “Como posso ser mais otimista e enaltecer o otimismo na minha Vida?”, onde vamos escrever quais são as estratégias que vamos começar a utilizar para sermos mais otimistas, para vermos a vida de um modo mais positivo, acreditando que tudo irá correr bem, desde que, em consciência, nos permitamos viver e sentir as emoções no momento certo, acolhendo sempre cada particularidade do nosso sentir, que é sempre genuíno e especial.

O exercício referido em relação ao otimismo pode ser também desenvolvido para trabalharmos a questão do pessimismo na nossa Vida, escrevendo um texto onde respondemos à questão “Como posso diminuir o pessimismo na minha Vida? Que estratégias preciso adotar?”, sendo que neste texto vamos tentar compreender, ao escrever, porque nos deixamos dominar pelo pessimismo em diversas situações e nos permitimos influenciar, sendo que queremos o melhor para nós e que tudo nos corra de feição e por isso, este texto, vai ajudar a compreender as influências internas e externas na nossa forma de viver quer o otimismo quer o pessimismo na nossa vida.

Agora que elaborámos estes textos que servem de guia orientador para a nossa reflexão pessoal, podemos criar um novo texto que se chama Carta de Compromisso Otimista, uma carta onde vamos escrever o nosso compromisso em sermos mais otimistas, através das estratégias que encontrámos e escrevemos nos exercícios anteriores, enaltecendo que por vezes podemos sentir-nos pessimistas, mas servindo esse pessimismo como uma alavanca para alterarmos a nossa forma de sentir, pensar e agir para irmos de encontro ao que pretendemos, com o otimismo a reinar nos nossos passos.

Preparados para assumir o vosso compromisso otimista, para verem a vida com outros olhos e acreditarem que, mesmo nos momentos menos bons e menos positivos, podemos sempre encontrar algo bom para aprendermos e crescermos? Preparados para serem mais otimistas?


Ricardo Fonseca

www.semearemocoes.com

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s