Pensar mais em nós!

Olá, meus amigos, bem vindos à nova rubrica quinzenal das quintas, onde vos irei falar de frases e do que podemos retirar das mesmas para a nossa vida, ou seja, como podemos aprender e evoluir com elas.

A frase escolhida para esta semana foi “Tens um coração tão grande e insistes em enchê-lo de pequenas pessoas” de Raúl Minh’Alma

Raúl Minh’Alma é aquilo que designo de uma alegre surpresa. Desconhecia-o por completo até que um dia li um romance seu e, desde então, prendeu por completo o meu interesse. Ele consegue tocar de forma assertiva em matérias que poucos conseguem, e fá-lo de uma forma sublime.

Quantas vezes confiamos nas pessoas erradas e prometemos a nós mesmos não voltar a cometer o mesmo erro? Infinitas vezes, atrevo-me a dizer.

Por vezes, nós, seres humanos de bom coração, voltamos a cometer esse mesmo erro, porque temos sempre a vã esperança de que desta vez não seja igual às anteriores. Mas, voltamos, uma vez mais, a nos enganar redondamente. O problema, como diz e bem o Raúl, é que estamos constantemente a encher o nosso coração com pequenas pessoas, pessoas essas que não valem a nossa atenção nem o nosso esforço. Pessoas essas que não querem o nosso bem nem a nossa alegria. Pessoas essas que só são felizes a sugarem a energia dos outros e a enganá-los perentoriamente.

Agora, peço que pensem nas pessoas que vos rodeiam, quer sejam novas nas novas vidas quer sejam antigas. Quantas vezes sentiram que elas só estavam na vossa vida única e simplesmente por interesse? Quanto vezes se sentiam com enxaquecas junto dessas pessoas? Quantas vezes essas pessoas traíam a vossa confiança?

São essas as pequenas pessoas a que o Raúl se refere. Pessoas interesseiras e parasitas que precisam de nós, hospedeiros, para se alimentarem.

Vamos, de hoje em diante, passar a escolher quem queremos na nossa vida. Vamos deixar de ter uma pala e vamos passar a olhar à nossa volta, de um modo mais geral, para que consigamos descobrir quem nos quer realmente bem. Fiquem sempre atento aos sinais que elas vos mandam. O modo como ela vos trata, o súbito interesse na vossa rotina, querer saber constantemente tudo sobre a vossa vida, entre outros. Estes são alguns dos sinais a que devemos estar atentos.

Fico-me hoje por aqui e como sempre vou querer saber a vossa opinião e ler os vossos comentários.

Até daqui a quinze dias…

TCR

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s