Um Refúgio para a vida!

Olá, meus amigos, sejam bem-vindos a 2020 e à nossa nova rubrica. Mudou o nome e o grafismo, mas o conteúdo continua o mesmo. Falar de leituras que fiz e como essas me ajudaram.

Dito isto, espero que a entrada no novo ano tenha sido fantástica e que todos os vossos pedidos e sonhos se realizem neste novo ano.

Vou iniciar este ano com o livro Um Refúgio para a vida, do Nicholas Sparks.

Este livro é um livro muito interessante, pois aborda a temática da violência doméstica. Já perdi a conta das vezes que li notícias que davam conta de que mais uma mulher tinha sido morta pelas mãos dos seus companheiros. Em pleno século XXI, acho ainda primário e bárbaro que as mulheres continuem a ser mortas pelos seus companheiros. “Ninguém é de ninguém”, como já nos cantou João Pedro Pais.

Desejo, muito sinceramente, neste novo ano, não ler mais notícias desta natureza. (digamos que é uma das minhas resoluções de ano novo)

Feito este desabafo, continuemos então…

Este livro conta-nos a história de Erin, que é casada com Kevin, um respeitado detetive da Polícia com sérios problemas alcoólicos, que resolve fugir, pois é vítima de violência doméstica. Ao fugir, vê-se obrigada a mudar de aspeto físico e de nome. A Katie (nome adotado pela Erin) chega a uma pequena localidade chamada Southport e, sem querer, vê a sua vida mudar do dia para a noite. Lá conhece Alex, um jovem viúvo e pai de Josh e Kristen. Carly, esposa e o grande amor de Alex, morre vítima de cancro. Apesar de ter morrido fisicamente, ela nunca vai desemparar os seus filhos e marido, e já vos explico como.

Katie aluga um chalé isolado e quando se encontrava a remodelá-lo conhece Jo, a sua vizinha. Sem se aperceber, constrói uma forte amizade com esta desconhecida. Quase por magia, ela aparece sempre quando é necessário e ajuda-a a tomar as decisões mais difíceis.

Escusado será dizer que Alex e Katie irão viver um romance que sofrerá altos e baixos, muitos deles causados pelo passado de Katie. Superadas todas as controvérsias, Katie e Alex ficam finalmente juntos. Mesmo no final, ficamos a saber que Carly escreveu uma carta que o Alex tinha de entregar à pessoa que ele escolhesse para refazer a sua vida. Ele entrega-a a Katie e qual é o espanto de Katie quando vê a foto de Carly e constata que é a sua amiga Jo. Ficaram confusos, não ficaram?

Lembram-se de em cima vos ter dito que a Carly não ia desemparar a sua família, mesmo não estando cá, fisicamente. Foi deste modo! Ela materializou-se noutra pessoa para guiar a Katie para que esta encontrasse a felicidade junto de Alex e se viesse a “tornar” mãe e conselheira dos seus filhos.

Sei que este assunto gera sempre alguma controvérsia, sobretudo entre os que aceitam e os que se recusam a aceitar que existem Anjos da Guarda. Inicialmente, não acreditava em Anjos da Guarda. Sou um “bocadinho” na linha do Ver para Crer. Contudo, numa fase da vida, desemparei-me com situações que me fizeram ver e crer e, desde então, acredito que todos nós temos alguém que nos guia e que nos ajuda, sem que nos apercebamos. Acredito também que tudo acontece por uma razão e que acontece quando tem efetivamente de ser. Não vale a pena querermos acelerar as situações nem as questionar, porque o que é nosso a nós virá, independentemente das nossas convicções.

E vocês, que opinião têm sobre este assunto?

Como sempre, vou querer saber a vossa opinião e ler os vossos comentários.

Ano novo, vida nova, rubrica melhorada!

Até para a semana, 

TCR

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: