Hora da Conversa com… Bruna Boieiro

Olá, chamo-me Bruna Boieiro e tenho 29 anos. Nasci no Hospital do Barreiro e sou residente em Alcochete. Pertenço ao quinto signo do zodíaco, ou seja, sou do signo leão. Tenho um curso de Cabeleireira e também de pescador profissional, embora não exerça nenhum dos dois. Mais tarde, fiz os três níveis de Reiki e também Regressão com Reiki. Fiz um curso de Tarot do Anjos e o último que fiz foi o de Símbolos Angélicos e a chama de Proteção Psíquica do Arcanjo Miguel. Atualmente, tenho uma rubrica semanal no Blog “O Teu Bem Estar” e criei uma Página com o nome Nas asas de um Anjo, onde divulgo parte do meu trabalho no mundo esotérico e espiritual.

OteuBemEstar: Olá! Espero que estejas bem. Hoje é dia de conversarmos um pouco sobre ti! Vamos começar? A primeira pergunta que eu tenho para ti é, neste momento, como te descreves, ou seja, “Quem és tu?”

Bruna:Na verdade, sou o desenvolvimento e o crescimento da alma que nasceu no dia 7 de Agosto de 1990, pelas 15.30. Sou uma pessoa simples e de trato fácil. Sou faladora, mas tenho dificuldade em fazer amizades. Sou bem-disposta e tento parecer descontraída, mas não sou. Gostava de ser mais frontal e aprender a dizer mais vezes a palavra não. Para não magoar os outros, magoou-me a mim.

OteuBemEstar: Conta-me como foi a tua infância?

Bruna: A minha infância foi um máximo. Brinquei muito e diverti-me muito. Fui feliz, sem dúvida. Tenho uma irmã gémea, logo havia sempre brincadeira. Cresci a brincar na rua com as crianças da praceta onde vivia. Também cresci com animais de estimação, cuja lidação considero importante no desenvolvimento de qualquer criança.


OteuBemEstar: O que mudarias na tua infância?

Bruna: Na minha infância, apenas mudaria o facto de ter sido super protegida. Quando comecei a crescer, vi que o mundo não era tão cor-de-rosa como eu estava habituada que fosse. Gostava que me tivessem ensinado a ser mais desenrascada. De resto, não mudaria mais nada.


OteuBemEstar: Quando é que descobriste o teu “Dom”?

Bruna: O meu Dom foi um problema de início. Devia ter uns sete anos. Ninguém sabia o que estava a acontecer. Tinha pesadelos, medos, terrores, sensação de claustrofobia, sensação de que ia morrer sufocada em casa. Por volta dos meus doze/treze anos, começou a manifestar-se de uma forma mais forte como as premonições. Mas a coisa acalmou durante a adolescência e só mais tarde e que se pode dizer que houve um Buumm , sonhos, visões, pressentimentos. Não aceitei muito bem- Morria de medo. Não queria nada daquilo para mim. Achava que estava maluca. Tive algumas pessoas que me ajudam, mas foi difícil aceitar. Mas hoje posso dizer que este Dom me trás bastante contentamento no dia-a-dia. Descobri um mundo novo e lindo e só posso a  ele agradecer.

Anúncios

OteuBemEstar: Qual é a terapia com que te mais identificas?

Bruna:A terapia com que mais me identifico é com o Reiki, sem dúvida. A minha vida mudou, tornei-me uma pessoa mais calma e os medos acabaram. Aceitar o que tinha foi bastante bom para a minha vida a todos os níveis.

OteuBemEstar: Quais são os teus objetivos quando usas essa Terapia?

Bruna: Os meus objetivos quando uso esta terapia são ajudar os outros e ajudar-me a mim, também.

OteuBemEstar: Deixaste de fazer algo para desenvolveres essa terapia?

Bruna: Não. Esta terapia encaixa na perfeição na minha vida atual.

OteuBemEstar: Tens alguma expetativa ou planos futuros para divulgar esta terapia?

Bruna: Esta terapia já é bastante divulgada a nível mundial. Mas gostava de poder trabalhá-la mais, num futuro próximo, tanto a nível pessoal como a nível profissional.

OteuBemEstar: Completa a frase “Quando eu morrer..”

Bruna: Quando eu morrer irei reencarnar, renascer em outro corpo, noutra vida.

OteuBemEstar: Acreditas na vida para além da Morte?

Bruna: Sim. acredito.

OteuBemEstar: Um momento marcante na tua vida?

Bruna: A primeira gargalhada do meu filho.

OteuBemEstar: Qual foi o momento mais surpreendente que viveste?

Bruna: A primeira gargalhada do meu filho.

OteuBemEstar: Um momento marcante na tua vida?

Bruna: O nascimento do meu filho.

OteuBemEstar: Se pudesses visitar qualquer lugar no mundo onde ias e porquê?

Bruna: Eu iria de novo a Paris. Sinto-me em casa lá.

OteuBemEstar: Vamos agora jogar a um Jogo que é o “Se eu fosse…” e tu irás apenas responder o que eras e justificar. Pode ser?

Bruna: Pode Ser.

OteuBemEstar: Se eu fosse uma frase…

Bruna: Se eu fosse uma frase era “Nós não temos uma alma, nós somos uma alma que tem um corpo”. Acredito que a alma nunca morre logo. Corpos já tivemos muitos e vamos ter porque somos seres em constante evolução, agora a Alma essa é a nossa essência e é eterna.

OteuBemEstar: Se eu fosse um livro …

Bruna: Se eu fosse um livro, era um romance lamechas. Adoro romance, adoro pessoas apaixonadas.

OteuBemEstar: Se eu fosse um filme …

Bruna: Se eu fosse um filme, era a “Melodia do Adeus”. Chorei muito a ver esse filme. Marcou-me!

OteuBemEstar: Qual é o teu maior sonho?

Bruna:O meu maior sonho é ver o meu filho crescer e estar 100% presente na vida dele.

Anúncios

OteuBemEstar: Vamos continuar e estamos quase a finalizar a nossa conversa. Conta-me qual é a tua maior qualidade?

Bruna: A minha maior qualidade é assumir os meus erros .

OteuBemEstar: O que é mais gratificante para ti: Ajudar ou Ser ajudado?

Bruna: Ser ajudado é bom quando precisamos, mas mais gratificante mas  é ajudar e ver o alivio na pessoa que ajudamos.

OteuBemEstar: Qual é o teu Lema de vida e porquê?

Bruna: Não tenho um lema de vida, mas ser simples e feliz, e lutar pelo que acreditamos. Acho que são pequenas coisas que se aplicássemos no nosso dia, o mundo era um lugar melhor.

OteuBemEstar: Que conselho darias às pessoas que te consultam e a todas as pessoas no geral?

Bruna: Sejam simples e felizes. Acordem todas as manhãs com atitudes positivas e gratidão no coração.

OteuBemEstar: O que tens a dizer sobre a Positividade?

Bruna: Grande parte das pessoas nem sabe o que isso é. Só vivem a reclamar de tudo. Eu era uma dessas pessoas, mas um dia comecei a ter uma atitude mais positiva e quando o negativo chegava entregava ao universo. Desde que  comecei a ver a positividade a entrar na minha vida, as coisas começaram a correr melhor. É  claro que isto é um trabalho demorado e confesso que ainda reclamo um bocadinho (risos).

OteuBemEstar: Por fim, chegamos à tua ultima pergunta. Achas que com esta conversa conseguimos conhecer mais um pouco de ti e do teu mundo?

Bruna: Sim, sem dúvida. Adorei esta conversa.

OteuBemEstar: Obrigado por teres estado aqui “À conversa” comigo!

Bruna: Não tens de agradecer. Espero ter ajudado e incentivado outras pessoas a trabalharem os seus Dons, nem que seja só para se ajudarem a elas mesmas.

Uma opinião sobre “Hora da Conversa com… Bruna Boieiro

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s