O outro amor da vida dele

Olá, meus amigos, cá nos encontramos para mais uma rubrica. O livro que hoje vos trago é de uma autora de quem ainda não vos falei. O livro chama-se O outro amor da vida dele e é da autoria de Dorothy Koomson. Este livro foi-me sugerido e emprestado pela minha melhor amiga. Aliás, esta é a sua autora de predileta. Como tal, decide ler o livro para perceber o quão fascinante a minha amiga a achava.

Este livro conta-nos a história de Libby que vive um verdadeiro conto de princesas ao lado de Jack. Ao início, tudo parece um sonho, até que Libby começa a duvidar do amor de Jack. Jack tinha sido casado com Eve, aquele que foi o grande amor da vida dele. Libby e Jack sofrem um acidente de carro, no qual Libby fica muito maltratada. Quando regressa a casa, as memórias do acidente permanecem turvas. E aos poucos começa a lembrar-se da discussão que os dois tiveram antes do acidente. Recordada de tudo, até das palavras que Jack lhe dissera, Libby começa a equacionar se Jack superou por completo a morte da primeira esposa, ou não, tendo-se casado com ela como forma de se obrigar a superar a sua perda.

Libby começa então a ser consumida pelo passado de Jack, ao ponto que sente necessidade de conhecer melhor o homem com quem casou e a aparentemente perfeita Eve.

Numa ida à cave da sua casa, encontra por acaso os diários de Eve, escondidos numa velho móvel. A curiosidade fala mais lado e começa a lê-los. Aos poucos, começa a descobrir algumas verdades assustadoras sobre o passado de Eve, que não era assim tão perfeita, e sobre aquela família.

Quanto mais lê, mais conhece Eve e apercebe-se o porque de Jack a ter amado perdidamente. Contudo, também começa a recear que possa vir a ter o mesmo destino que esta. A morte da Eve ainda permanece envolta em algum mistério, pois ela caiu das escadas e fraturou o pescoço. Jack ainda foi suspeito pela morte de Eve, mas o seu pai, um grande advogado, consegue que o caso seja arquivado. Libby fica assim assustadíssima e em pânico, sobretudo, quando se apercebe que o seu sogro não é de todo a pessoa que aparenta ser.

Poderia continuar a falar-vos do livro, mas prefiro que o leiam para tirarem as vossas próprias ilações. Trouxe-vos este livro para vos falar de situações mal resolvidas que tendem em perseguirmos até ao presente. Têm o exemplo de Jack que perdeu o amor da sua vida e decide refazer a sua vida com outra pessoa.

Agora, pergunto-vos: Será que uma nova paixão pode apagar as lembranças de uma grande amor?

A pergunta não é de resposta simples, sobretudo quando falamos de um grande amor. Todos nós, de uma forma ou de outra, já vivemos um grande amor e também sabemos como ficámos quando esse amor acabou. Contudo, também sabemos que não devemos parar no tempo. Se um amor não deu resultado, devemos avançar para outro, paulatinamente, após feito o típico luto. Nunca se esqueçam de fazer o luto, porque se não vos acontece o mesmo que aconteceu com o Jack que avançou para outra paixão sem ter esquecido devidamente o seu grande amor. Deem tempo ao tempo, pois ele é o nosso melhor amigo e a ilusão o nosso pior inimigo.

Como sempre, vou querer saber a vossa opinião e ler os vossos comentários.

Até para a semana,

TCR

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s