Que sorte têm os encalhados!

Olá, meus amigos, como o mês de janeiro passou a correr! Bem-vindos a fevereiro!

A frase escolhida para esta semana é “Os encalhados não são os solteiros, mas sim aqueles que estão presos a relações infelizes.”, de Raúl Minh’Alma.

Esta frase, na minha opinião, traduz grande parte das relações de hoje em dia. Não me interpretem mal. É o que sinto quando vejo alguns casais ou o que pressinto quando alguns desabafam comigo. Na maioria das vezes, estamos presos a relações porque temos medo de magoar a pessoa com quem estamos ou, até mesmo, temos medo de ficar mal vistos perante as famílias. A cobardia, por vezes, é o nosso pior inimigo, porque somos e continuamos a ser infelizes por termos medo de magoar os outros. E nós, os infelizes, onde é que ficamos? Valerá a pena continuarmos infelizes? Valerá a pena abdicarmos da nossa essência para pouparmos os outros? Se os papéis se invertessem, será que a outra parte teria o mesmo cuidado?

Ninguém tem de ser infeliz por ter medo de magoar o outro. Devemos sempre respeitar a pessoa com quem estamos, devemos-lhe isso, mas também devemos, sobretudo, respeito a nós mesmos, porque se não somos felizes, não conseguimos fazer os outros felizes. Desistir de algo que nos deixa infelizes e vazios não é um ato de cobardia, mas sim um ato de amor próprio. Antes de amarmos alguém, temos de nos amar. Só assim conseguimos atingir a nossa plenitude.

Até daqui a quinze dias …

TCR

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s