Mensagens por Bruna Boieiro 23/02 – 29/02

Olá, meus amigos, e fevereiro chegou ao fim. O cheirinho a primavera já se faz sentir! A mensagem desta semana é um pouco complicada para mim, pois é sobre julgamentos. Todos já sentimos na pele o peso dos julgamentos dos outros, mas quando o nosso fluxo energético está equilibrado e sem bloqueios, aceitamos tudo o que nos dizem e, mesmo que isso nos magoe, conseguimos ultrapassar. Mas quando os julgamentos começam a bloquear o nosso fluxo energético e as nossas células começam a absorver essas energias densas, ai é que as coisas complicam, mas não apenas para quem é julgado, mas também quem julga também sofre, porque a lei do retorno existe para todos.

Meus queridos, porque julgamos os outros? Porquê esta necessidade de rebaixar ainda mais pessoas que estão num sofrimento atroz, pessoas que cometeram erros iguais aos nossos, e que apenas precisavam de um ombro amigo para desabafar e chorar. E o que fazemos nós? Depois de o desabafo consumado, lá vem o julgamento em cima “Devias fazer isto”, ou “devias fazer aquilo”. E na verdade são coisas que nem nós aplicaríamos na nossa vida. Então porque esta necessidade de julgar? Já julguei amigos e familiares que estavam a passar um mau momento e quando fui eu a passar pela estrada escura, o meu julgamento caiu-me em cima e senti na pele a dor do que tinha feito aos outros. É que não dói só o problema que enfrentamos, mas também aquelas palavras passam a ecoar na nossa mente.

Queridos amigos, estamos a entrar no mês da primavera, aquele mês em que vamos começar a sair dos casulos de aprendizagem da introspeção do inverno. Vamos começar a mostrar a nossas asas e com isso vem os julgamentos que mudamos. As asas antigas ficavam melhor, mas este ano vai ser diferente, pois vamos ser conscientes de que o outro mudou, mas nós também mudamos. Então não vamos mais julgar nem opinar sobre a mudança do outro. Vamos apoiar para sermos apoiados também. Todos somos borboletas que saíram dos seus casulos prontas para mostrar a sua evolução. Cobriremos então os céus de cor e de apoio àqueles cuja evolução é mais lenta, porque os julgamentos são coisa do passado.

Sem julgamentos e Com gratidão

Bruna Boieiro               

https://www.facebook.com/asasanjo

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: