Escrever, Transformar & Ser Vol.2 Cap.VIII

Todos nós experienciamos momentos de alegria quer seja com uma índole pessoal e individual quer seja como resultado das nossas relações, nos mais variados contextos da nossa Vida. No entanto, muitas vezes o ser humano vive uma carência nada saudável, de momentos de alegria vividos no contacto com o Outro e esquecem-se de valorizar a alegria que existe dentro de si mesmo e que pode ser potenciada a cada instante do seu viver.

Antes de apresentar alguns exercícios de Escrita Terapêutica que possam ajudar a reconhecer a alegria na nossa Vida, gostaria que cada um de vós refletisse sobre estas duas questões “O que me faz sentir alegre?”, “O que preciso para sentir alegria na minha Vida?”. Durante esta reflexão, podem ir a anotando algumas ideias, conceitos, emoções, sentimentos que possam surgir livremente, sem qualquer juízos de valor, sem racionalizar em demasia a vossa reflexão.

O primeiro passo, utilizando a escrita terapêutica e tendo em conta as anotações que foram criadas aquando as reflexões sobre as duas questões colocadas, é a criação da Lista da Alegria, onde se irá anotar na primeira coluna “O que existe em mim mesmo que me faz sentir alegre”, na segunda coluna “Quais as pessoas que me fazem sentir alegre”, na terceira coluna “Quais os lugares onde sentem alegria” e na quarta coluna “Quais as atividades que fazem sentir alegria”. Certamente terão alguma facilidade em preencher as últimas três colunas e poderão ter mais dificuldade em reconhecer o que existe em vocês mesmos e que vos faça sentir alegria diariamente ou em determinados momentos. Em todo e qualquer momento não hesitem em colocar os nomes que vos vão surgindo, sem pensar em demasia nos mesmos, mas sim nas emoções que sentem ao pensar nesses mesmos nomes.

De seguida, de modo a conseguirmos compreender o porquê de não conseguirmos reconhecer a alegria em nós mesmos, sem que seja necessária a presença do Outro, podemos criar a Lista de Tristeza, onde de uma forma similar vamos construir uma lista com quatro colunas, onde vamos anotar o que existe em nós e nos faz sentir tristes, as pessoas, locais e atividades que nos fazem sentir tristes, preenchendo as respetivas colunas. Ao preencher esta coluna permitam que as emoções fluam sem racionalizar as vossas respostas e percebendo o porquê de existirem fatores internos e externos que não permitam que a alegria seja sentida com mais consciência e verdade.

Anúncios

Tendo em consta a Lista de Alegria e a Lista de Tristeza, podemos avançar para a elaboração da Carta da Alegria, ou seja, a escrita de uma carta onde conversamos connosco mesmos e descrevemos o que nos faz verdadeiramente felizes, o que nos faz rejubilar de alegria, porém tendo em conta que este é um exercício pessoal e individual, isto é, nesta carta devemos descrever o que nós fazemos por nós mesmos para sentirmos alegria, de que forma valorizamos a alegria na nossa vida, de que forma aceitamos que temos direito a ter momentos alegres, independentemente do que possa estar a ocorrer ao redor. 

Para escrever a Carta da Alegria, podemos começar a elaborar a carta da seguinte forma: “Eu reconheço que mereço sentir alegria na minha vida mesmo que esteja a viver (…) (identificamos a situação, vivência), pois ao mesmo tempo reconheço que ser alegre, significa (…), que sentir alegria é sentir/viver/fazer/sonhar/ (…), por isso irei aceitar os momentos alegres, sem qualquer crítica por me sentir bem e alegre, pois (…). Este tipo de carta poderá ser queimada posteriormente, encerrando o ciclo de reconhecimento e valorização da situação em causa. 

A elaboração destas duas listas e desta carta são muito importantes para percebermos que antes de nos sentimos alegres com as nossas relações, precisamos de reconhecer que existe alegria dentro de nós, que é sentida e expressa das mais variadas formas e apenas precisamos aceitar a alegria como parte de nós e do nosso viver.

Por isso, caros leitores, comecem hoje mesmo a reconhecer a alegria na vossa Vida, sorrindo nesses momentos, sentindo que essa mesma alegria pode vir a ser a força que vos ajudará a ultrapassar obstáculos e desafios. Sejam felizes, vivam a alegria


Ricardo Fonseca

www.semearemocoes.com

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: