Para lá do inverno

Olá, meus amigos! Esta semana decidi trazer-vos mais um livro de Isabel Allende, que se intitula Para lá do inverno.

«No meio do inverno, aprendi por fim que havia em mim um verão invencível» Albert Camus

Esta é a frase que serve de mote para este romance de Isabel Allende, onde ela aborda a realidade da migração, através de três personagens centrais: uma mulher chilena, de seu nome Lucía Maraz, uma jovem imigrante ilegal guatemalteca chamada Evelyn Ortega e um professor universitário que se chamava Richard Bowmaster.

Agora perguntam-me o que têm comum. A resposta é muito simples. Para além de estarem a passar pelo inverno mais rigoroso de sempre em Brooklyn, as três personagens são “vítimas” da emigração.

Lucía foi obrigada a emigrar do Chile para o Canada e consequentemente para os Estados Unidos. Lucía fugia de um regime opressor.

O pai de Richard era judeu e foi obrigado a emigrar para Portugal para fugir do regime nazista. Em Portugal, conheceu a sua esposa e Richard nasce. Durante o início da sua idade adulta, Richard vai dar aulas para o Brasil, onde conhece Anita, uma professora de dança que arrebatará o seu coração. Richard e Anita casam-se e têm uma filha, Bibi. Contudo, o destino quis que Anita e a menina morressem. O desgosto foi tão grande que o obrigou a pedir transferência para os Estados Unidos.

Evelyn também fora obrigada a fugir da Guatemala, pois o seu irmão mais velho, Gregorio, entrou num gangue e algo deve ter corrido menos bem, porque este fora assassinado pelo tal gangue. A lei deste gangue exigia que todos os descendentes do infrator tivessem a mesma sina. Andrés, irmão de Evelyn, foi degolado e a própria violada em grupo. Evelyn, milagrosamente, conseguiu sobreviver e a sua avó mandou-a embora, com a ajuda de coiotes, para que fosse ter com a sua mãe que vivia nos Estados Unidos.

Anos mais tarde, o destino destas três se unem. Lucía é uma leitora que foi convidada para ministrar a cadeira de política chilena durante um semestre. Richard, professor universitário, arrendou-lhe a cave do seu prédio. Podemos dizer não é o melhor local para se viver devido à quantidade atroz de bolor. A relação deles era meramente arrendatária-inquilino.

Um dia, tinha Richard chegado a casa e reparou que um dos seus gatos, o Três, (ele tinha quatro gatos e todos tinham como nomes Um, Dois, Três e Quatro) tinha bebido anticongelante e já estava em convulsões.

Rapidamente, leva-o ao veterinário, que o alerta para o facto de que o gato possa não sobreviver, ficando lá internado. No regresso a casa, tem um acidente e bate num carro. Este era conduzido pela jovem Evelyn. Saem os dois dos carros para avaliar os estragos. Richard dá-se como culpado e entrega-lhe um cartão com os seus dados para que resolvam as coisas, o mais rapidamente possível. Durante toda a “conversa”, Evelyn manteve-se em silêncio.

 Dias mais tarde, Evelyn aparece-lhe à porta e ele entra em pânico. Tenta falar com ela, mas devido à sua tez, acredita que ela seja espanhola. Assustado, pede à sua arrendatária que venha à sua casa para falar com ela. Elas conversem e é aí que percebe que Evelyn tem medo de regressar a casa, pois levou o carro dos seus patrões sem o seu consentimento. Durante a conversa, Lucía apercebe-se de que a jovem se encontra no país ilegalmente e que o seu patrão é um homem muito violento. Foi também nessa conversa que Evelyn disse a Lucía que há um cadáver na bagageira do carro. Escusado será dizer que o pânico se instalou. Contudo, ambos chegaram à mesma conclusão: o carro e o corpo têm de desaparecer. É aí que Richard se lembra de uma cabana onde ia acampar com o seu melhor amigo. A dita era recôndita, o que era ideal para se desfazerem do corpo.

Após várias controvérsias, os três fazem-se à estrada, com o intuito de cumprirem com a missão estipulada.

A viagem de fácil não teve nada, pois foram surgindo alguns contratempos pelo caminho. (Não vos vou contar. Quero que o leiam e descubram, lendo).

Resumindo, o destino que os uniu foi o mesmo que os guiou até ao destino final de cada uma das nossas personagens. Evelyn parte para Miami para junto da filha de Lucía, Daniela, e fica a trabalhar com crianças. Lucía e Richard finalmente assumem a paixão que os une e ambos acabam por perceber que para lá do inverno há espaço para o amor e para o verão invencível que a vida nos oferece quando menos se espera…

Até para a semana …

TCR

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s