Não Faças da ESPIRITUALIDADE a Tua nova Zona de Conforto

Deixarmos a nossa iniciação ao despertar espiritual torna-se solitária, raramente damos saída aos nossos sentimentos e expressões e mantemos tudo dentro de nós. Cometemos o erro de não devolver ao mundo real as lições que absorvemos na nossa jornada espiritual. Isso causa muito tormento dentro de nós. A nossa jornada para o despertar espiritual está repleta de conflitos. Não podemos conciliar a nossa nova ideia com o nosso antigo eu. A nossa jornada do espiritualismo, na maioria das vezes, foi iniciada devido a uma fase traumática.

Anúncios

Isso leva-nos a uma vida tranquila, de paz e solidão. Mas deveríamos estar a fazer o oposto. Devemos assimilar o que aprendemos, experimentar e aplicar esse poder divino para curar e transformar os outros. Esta pode ser talvez a lição mais difícil na nossa jornada espiritual.

Mas, se quisermos apreender a inspiração do amor absoluto e genuíno, devemos estar disponíveis ao pensamento de que podemos ser feridos no processo. Esse é um preço pequeno a pagar, se quisermos ajudar a sociedade e a nós mesmos no processo. Já passamos por muita coisa antes de chegarmos a esse estado. Experimentamos e incorporamos muito. Agora é o nosso dever partilhar esse tesouro com os outros.

Ficar dentro do nosso próprio casulo pode parecer reconfortante. Mas isso indica que falhamos em concluir a nossa jornada. Permanecemos insatisfeitos até devolvermos à sociedade tudo o que captamos na nossa jornada espiritual. Isso pode significar envolveres-te espiritualmente e até fisicamente na sociedade. Uma vez mais, precisas descer do teu poleiro e lidar com as muitas injustiças que vês ao teu redor.

Anúncios

É necessário estar envolvido quer espiritual quer fisicamente neste mundo. O teu despertar espiritual é um desapego temporário da sociedade, não esforces para o tornar permanente. Somos seres sociais, tanto nas dimensões físicas quanto nas espirituais e precisamos estar completamente assimilados quando despertamos espiritualmente.

Vemos pessoas que estão profundamente inseridas no mundo espiritual, mas ainda sofrem porque falharam em integrar tudo o que ganharam espiritualmente no seu mundo físico. A espiritualidade não é uma jornada que traga dor e desapego. É um período de desengajamento temporário, em que a jornada termina com a nossa assimilação de volta à sociedade. A vida não deve ser sofrida isoladamente da sociedade. Aprende a seguir a tua intuição, que levar-te-á de volta ao ponto em que começou. A diferença é que chegas mais rico em experiência e em compreensão.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s