Cura-te 💖

Olá, a todos, e sejam bem-vindos a mais um processo de cura! Voltamos a mais uma semana e esta como não poderia ser diferente é uma semana de CURA! Como já disse anteriormente esta rubrica é inspirada na grande pioneira do crescimento pessoal. Para quem não conhece, esta senhora é a grande Louise Hay!

Hoje vamos curar, porque cada doença física vem, de certa maneira, de um padrão que temos na nossa vida e é esse padrão que nos bloqueia e que nos transmite aquela doença. Louise Hay disse uma frase que nos traduz isso, que é “Sou saudável, pleno e completo”. Hoje, vamos falar sobre os Adenóides!

Anúncios

As adenoides são duas pequenas glândulas compostas por tecido linfoide, semelhante às amígdalas e aos linfonodos.

Nascemos com duas adenóides, que ficam sem ponto mais posterior da garganta, especificamente na região da nasofaringe, que é o local onde se encontra o fim da cavidade nasal e o início da faringe. Ao contrário das amígdalas, não é possível ver como adenóides ao abrir a boca, pois estas ficam acima do palato (céu da boca). As adenóides crescem durante a infância e começam a regredir ao redor dos 8 anos de idade. Quando elas crescem muito, podem causar obstrução da passagem do ar respirado pelo nariz.

Anúncios

Assim como as amígdalas e outros linfonodos, as adenoides têm como função a produção de linfócitos e diar, ajudando o organismo a se defender de micro-organismos que invadem as cavidades nasal e oral. Todavia, elas não são essenciais e a sua retirada cirúrgica não parece causar nenhum problema ao sistema imunológico do paciente.

Habitualmente, as adenoides são formadas no sétimo mês de vida do feto, continuando o seu crescimento até aproximadamente 5 ou 6 anos de idade. A partir dos 8 a 10 anos, elas começam a regredir, desaparecendo totalmente até a vida adulta.

Anúncios

Ao avançarmos nesta causa, Louise Hey desenvolveu uma lista que devemos fazer antes de qualquer coisa. Deixo-vos aqui esta lista de conselhos antes de tratarmos dos Adenóides !

  1. Procurar a causa mental. Verificar se ela é verdadeira para ti. Se não for, senta-te serenamente e pergunta-te: “Que pensamentos poderiam ter criado isto?”
  2. Repete para ti mesmo: “Estou disposto a eliminar o padrão que criou esta situação na minha consciência”
  3. Repete várias vezes o novo padrão de pensamento
  4. Assume que já te encontras num processo de cura.

Estas são as dicas da nossa Louise Hey para eliminarmos o padrão que nos está a transmitir esta doença física! Contudo, estes mal-estares podem ter ocorrido no passado ou pode ser uma coisa recente, pois o seu padrão ainda não foi eliminado!

Adenóides

  • Causa Provável : Fricção na família, discussões. Criança a sentir que não é bem-vinda, que atrapalha.
  • O Novo Padrão de Pensamento: ” Esta criança é bem-vinda, querida, profundamente amada.”

Com este método aprendemos a dizer ao nosso corpo físico que está tudo bem, e assim curamos o nosso corpo espiritual, para não dizer, que eliminamos padrões antigos! Se quiseres ver alguma doença discutida em particular, menciona nos comentários ou envia-nos mensagem privada!


Até para a Semana & Cura-te

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s