Contratos de Alma: Acordos que fizemos antes de Reencarnar

Pouco antes de virmos para a Terra, a nossa família de alma faz-nos apenas uma pergunta simples: “O que gostarias de aprender nesta vida?” Este é o momento em que, respondas a esta pergunta, formamos os nossos contratos de alma. A nossa alma já passou por esse processo antes e sabe que se quisermos aprender a ter paciência, os Mestres Zen não serão capazes de nos ensinar. O que realmente precisamos é de irmãos e irmãs que nos levem ao limite e nos deixem loucos.

Se amor é o que queremos aprender, o universo nos inundará de ódio. Se escolhermos autoconfiança, o sistema enviará alguém para pisar em nós repetidamente. Dito isso, não importa a lição que escolhamos aprender nesta vida, será enviado o oposto completo. É nesse mesmo princípio que todos os contratos da alma se baseiam, pois é apenas ao sermos pisados ​​que não temos escolha a não ser aprender a nos defendermos.

Anúncios

O autodesenvolvimento é quase sempre um processo doloroso que exige que sejamos esfregados. Existem dois tipos de dor: a dor da aprendizagem e a dor abusiva. Enquanto o primeiro é fundamental para o nosso crescimento como seres humanos, o último mal serve a qualquer propósito. Além da sorte de iniciante, que (na minha opinião) é a maneira universal de nos mostrar que podemos alcançar um alto nível de sucesso, com prática; o primeiro passo para o crescimento é perder o equilíbrio.

Somos removidos do centro por uma quantidade de ‘x’ que é diretamente proporcional a quanto escolhemos aprender. É por meio das aprendizagens e do crescimento que voltamos ao nosso centro com as ferramentas necessárias para nos levar para casa. O outro aspecto de recuperar o equilíbrio é expresso diretamente como crescimento.

Anúncios

Engraçado como o nosso crescimento é exatamente o que agrada o osso engraçado do universo. Uma das verdades mais frustrantes que perceberemos é que, assim que aprendermos uma lição, o sistema expressará o seu amor infinito enviando-nos outra. Parabéns! A tua recompensa é … outra lição. Cada vez que mostramos ao universo que podemos suportar o calor, a vida fica um pouco mais quente! Arde e arde, mas é um processo muito bonito, pois ajuda-nos a tornarmo-nos conscientes das nossas próprias forças e crescimento.

No entanto, o universo nunca vai-nos enviar nada que não estejamos prontos ou não possamos levar. Sempre somos servidos com o que merecemos. A principal coisa a lembrar aqui (fechando o círculo) é que são os nossos amigos que vêm-nos ensinar essas lições. São os nossos amigos da alma que (por nosso consentimento) magoam-nos, os nossos amigos que traem-nos e os nossos amigos que nos dão oportunidades de aprender.

Anúncios

Para que essas experiências pareçam reais, naturalmente nos esquecemos de que são as nossas amigas quando atravessamos o rio do esquecimento (nascimento). Se preferes estar feliz do que estar certo, apenas finge que eles amam-te isso definitivamente mudará a tua perspectiva!

Anúncios
Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s