Ser ou não ser livre…

Olá, meus amigos,

Como sabem, há muitos livros que são baseados em documentos verídicos ou em momentos da nossa história.

O livro de que vos vou falar insere-se nesse tema. Hoje vou falar-vos do Diário de Ann Frank.

Este livro está integrado no Plano Nacional de Leitura (PNL) dos alunos do nono ano de escolaridade. É um livro que retrata um dos períodos mais negros da história mundial, a II Guerra Mundial.

Este livro foi baseado nos diários que Frank escreveu nos dois anos que esteve escondida num anexo de uma velha fábrica, ela mais sete pessoas, porque todos tiveram o azar de nascerem judeus

É um livro que, apesar do tema tratado, é muito inocente, pois é contado pelos olhos de uma criança. Ela conta-nos o dia-a-dia de oito pessoas que foram obrigadas a se esconderem para evitar serem enviadas para campos de concentração. Fala-nos das refeições que tomavam, da jiga joga que tinham de fazer para tomar um simples banho, das privações que passaram, entre outros.

Basicamente, é um relato de tudo o que aquelas oito pessoas tiveram de abdicar em nome da sobrevivência, sempre na mente que um dia iam recuperar a tão esperada liberdade.

Ela tinha esperança de que a guerra iria terminar em breve. Percebem por que vos digo que é um livro inocente?

Hoje em dia, todos sabemos o que é viver em liberdade, porque vivemos em democracia. Falamos o que queremos, escrevemos o que queremos, fazemos o que queremos….

Contudo, há um velho ditado que nos diz que a nossa liberdade termina quando menosprezamos a liberdade do outro. Lembrem-se que a liberdade é um dos bens mais preciosos que temos. Mas, como tudo na vida, tem de ser preservada, pois um dia somos livres, no outro podemos não ser.

Peço que fechem os olhos e que pensem nas vezes que foram injustos com o próximo, nas vezes que impuseram a vossa vontade sob a vontade do próximo, nas vezes que puseram uma pessoa de lado, pelo simples facto de ela ser diferente.

Agora pergunto-vos: Valeu a pena?

Deixo-vos com esta pergunta no ar. Como sempre, vou querer saber a vossa opinião

Não se esqueçam de ler e de voar…

Abraços & Beijos

TCR

Anúncios

Super Lua em Touro

A Lua Cheia estará perto da constelação de Touro e ocorrerá no dia 12 de novembro. Como é lua cheia, e tu sabes, será mais poderosa do que as outras. As tuas emoções andarão à volta desta Lua. Às vezes, também te poderás sentir deprimente.

A Lua Cheia estará a 19 graus na constelação de Touro, por isso, se estás em incumprimento com as tuas tarefas para realizar os teus sonhos, esta lua vai fazer com que retomes a energia inicial e voltes a perseguir os teus sonhos.

Precisas de motivação e esta lua irá injectar essa motivação em ti. Senteste preparado para levar um injecção destas? Existem alguns aspectos planetários significativos pelos quais a Lua Cheia estará a passar, nomeadamente Saturno entrará em sextil com Neptuno, o que por sim só é um alinhamento especial.

Entrarás em contato com a magia vinda do mundo espiritual e ganharás muito com isso. Trabalha arduamente e tenta pensar em soluções lógicas para os teus problemas. Se desejas aumentar os teus limites, precisas de sair da zona de conforto. As zonas de conforto não são áreas de crescimento, são pontos de estagnação. Não te acomodes!

A Lua Cheia será oposta a Mercúrio, o que significa que a comunicação será um problema. O problema vai piorar, já que Mercúrio está em retrógrado. No entanto, os problemas retrógrados podem ser resolvidos com outros aspectos, como Neptuno, Plutão e Saturno.

Marte virá em sextil com Júpiter, o que nos traz a fortuna. Embora possa não ter um impacto direto na Lua Cheia, ainda é um alinhamento que dará um pouco de sorte a todos nós. Não há estrelas fixas a tentar fazer uma conjunção com a Lua Cheia de 12 de Novembro, mas está localizada na Mansão Lunar Chinesa – ou seja, num local de sorte.

Embora a comunicação seja um problema devido à localização da Lua na frente de Mercúrio, o conflito será mais interno. Envolver-te-ás num pensamento polarizado e a tua ansiedade tenderá a aumentar.

O nacionalismo e esses preconceitos regressivos podem começar a dominar o teu mundo, devido a conflitos e argumentos que podem ocorrer. No entanto, Neptuno e Saturno atuaram como redutores de risco. Usa a energia da Lua para refletir e entrar dentro da tua própria cabeça.

A grandeza está a chegar. Não te deves preocupar com isso. Em novembro, a Lua Cheia lançará a luz da sorte sobre ti e podes até conseguir o que desejas. Tira um momento e concentra-te na mente e nas coisas que desejas obter. As energias à tua volta vibrarão em breve, por isso começa a permitir que essas energias trabalhem dentro de ti e contigo.

Deixe as energias serem tuas amigas e guiarem-te até às mudanças necessárias. É hora de encontrar o caminho certo!


Boa Lua Cheia

Conselhos da Semana

Mais uma semana passou! Como correu a vossa semana? Sinceramente, espero que tenha corrido pelo melhor. Mais uma segunda-feira e mais uma vez estou aqui para vos dar mais um conselho.

Durante algum tempo, aproximadamente três anos, não sabia o que fazer à minha vida. Tinha acabado o secundário, não tinha conseguido candidatar-me à faculdade, enfim, muita coisa. Passei o resto desse ano a culpar-me por esses fracassos.

Anúncios

Sim, na altura, culpava-me e é a primeira vez que falo disso aqui, abrindo um pouco do meu mundo para vocês que estão comigo desde o inicio! Na altura, quando iniciei este projeto, era apenas um escape, uma forma de dizer, e de partilhar conhecimento.

Posso agradecer à minha prima por me ter convencido a escrever e a partilhar o que sentia. Pela primeira vez, senti que talvez, mas só talvez, eu tivesse algo a dizer, o que para mim é raro, porque a maior parte das vezes sou o silêncio em pessoa.

O Inicio do meu Blog, no fundo, foi a mudança que eu necessitava na minha vida. Foi uma chamada de atenção, e ela, por vezes, vêm de onde menos nós esperamos, o que acaba por ser positivo.

Por isso, o conselho desta semana é nada mais nada menos que “Não tenhas medo de arriscar” ou neste caso “Não temas a mudança”, a mudança faz parte da vida e é bom para sairmos da rotina e encontrarmos coisas novas, novas paixões e novos interesses!


Até para a semana!

Francisco

Mensagens por Bruna Boieiro 10/11 – 16/11

Olá, meus queridos, mais um domingo chegou ao nosso calendário e com ele mais uma mensagem.  O céu voltou a mandar-me sinais para a mensagem desta semana. Agarrei no baralho Talking to Heaven,de Doreen Virtue e James Praagh, e soube logo que a mensagem vinha do céu. A energia à minha volta ficou leve e tranquila, Nem precisei de o baralhar e pedir orientação para a mensagem, pois na base do baralho a carta “I send you loving sings through nature” ansiava por ser ouvida.

I send you loving sings through nature

Pois é, meus querido, estamos constantemente a receber sinais dos nossos adorados Anjos, ente – queridos e dos nossos Guias. Quem nunca sentiu um calorzinho reconfortante do nada, ou um perfume suave que nos envolve? Estes podem ser alguns dos sinais, mas não só….  as horas e as sequências numérias iguais são sinais do outro lado do véu. Estes sinais servem para nos dizer que não estamos sozinhos, ou  podem também serem avisos depende da fase da vida em que estejamos a travessar. Não me quero repetir, mas esta mensagem vem um pouco ao encontro da mensagem que escrevi a umas semanas atrás “já pediste ajuda aos teus anjos”.

  Meus queridos, tomem atenção aos sinais. Meditem sobre estes sinais. Não adianta de muito irem pesquisá-los ao Google, e falo por experiência própria. Há uns meses a esta parte que sou “perseguida” pelo número onze. Em todo o lado, ele está presente. Fiz pesquisas exaustivas, perguntas a imensas pessoas da área e nada batia certo. Um dia, após meditações, pedidos desesperados aos meus Guias e Anjos, o resultado bateu-me a porta. O número onze é um portal. Cada vez que vejo um onze, envio algo positivo ao universo, quer para a minha vida quer relacionado com o momento que estou a viver. Podem acreditar que tem resultado na perfeição. Eles só queriam que eu trabalhasse um pouco mais com eles, através da energia da Lei  da Atração: envia amor e receberás amor.

Anúncios

Meus queridos, eles enviam-nos sinais através da natureza, através de tudo. São uma forma de comunicação acessível aos nossos sentidos e, na maioria das vezes, não ligamos ou fingimos não ligar.

A partir desta semana, lanço-vos um desafio. Apontem num bloco todos os sinais que recebem do outro lado. Passados três dias, deitem-se num local sossegado, acompanhados por uma música suave e de um incenso a gosto. Façam uma pequena meditação, onde vão pedir ao vosso anjo da guarda para vos orientar sobre estes sinais. No final, não se esqueçam de agradecer. Se tiverem alguma dúvida ou precisarem de ajuda deixem mensagem no Blog.


Com Sinais e Gratidão

Bruna Boieiro

Escrever, Transformar & Ser Cap.VIII

Todos os dias existem motivos para sermos gratos, sendo que, de um modo inconsciente, sabemos e conseguimos identificar quais os motivos, as situações e as pessoas pelas quais estamos gratos, servindo de alicerce para enfrentarmos todos os desafios da vida que possam colocar em causa, muitas vezes, o reconhecimento de gratidão.

Reconhecemos facilmente os motivos positivos pelos quais somos gratos, porém existe alguma dificuldade, em alguns casos, em reconhecer a gratidão pelos motivos menos positivos da nossa vida que, à primeira interpretação, causaram emoções menos positivas, originando um sentimento antagónico em relação à gratidão. De fato, quando vivemos uma situação menos positiva (relações, acontecimentos, sentimentos), não conseguimos entender e integrar a gratidão por esse momento, porém quando analisamos posteriormente essa situação, conseguimos reconhecer as contrapartidas positivas para a nossa vida, em gratidão.

O primeiro passo, utilizando a escrita terapêutica, para integrar a gratidão da nossa vida, é a realização de um exercício que consiste na criação de uma Lista de Gratidão, onde vamos escreve e identificar quais as situações pelas quais somos gratos (as mais e as menos positivas), as relações pelas quais somos gratos (as mais e as menos positivas), as pessoas às quais somos gratos (por motivos menos ou mais positivos) e os aspetos pessoais, relacionados com o nosso ser e viver, pelos quais somos gratos (os mais e os menos positivos). Esta Lista de Gratidão vai permitir a identificação e o reconhecimento da gratidão na nossa Vida, dando o mote para outro exercício de escrita terapêutica, a criação da Carta de Gratidão.

A Carta de Gratidão é uma carta onde expressamos a nossa gratidão a alguém, a nós mesmos, por algo que aconteceu, pelas nossas vivências e experiências que nos têm permitido crescer, sendo que após a elaboração da Carta de Gratidão, podemos ou enviar a carta à pessoa por quem estamos gratos ou podemos queimar a mesma, quando não a queremos enviar e apena queremos enaltecer um ciclo, um momento, uma experiência. Não existe limites e nem fronteiras para a elaboração desta carta, sendo só necessário deixar fluir o nosso coração, em consciência, deixando fluir as nossas emoções e permitindo sentir a gratidão em cada palavra escrita.

Anúncios

Um exemplo da aplicação da Carta de Gratidão, é a sua elaboração para agradecer a alguém que marcou o nosso viver que tenha sido uma marca positiva ou menos positiva (tendo em conta a vivência passada), mas pelo qual somos gratos por tal ter acontecido e por nos termos cruzado. A carta pode ser elaborada do seguinte modo: “Eu (…) quero agradecer-te por (…) (identificamos as vivências, emoções, sentimentos, memórias), porque me fizeste ou fazes sentir (…) e por esse motivos e tantos outros sou grato por me ter cruzado contigo. Depois podemos continuar a escrever o que fizer sentido para a nossa alma, para a nossa vida e que enalteça tudo o que foi vivido, em gratidão, com aquela pessoa.

Para escrever a Carta de Gratidão para agradecer uma situação que vivemos, podemos começar a elaborar a carta da seguinte forma: “Eu sou grato por ter vivido (…) (identificamos a situação, vivência), pois essa experiência permitiu-me (…), mesmo que aquando a sua vivência me tenha sentido (…), porém hoje, em gratidão, reconheço que (…) graças a essa situação. Este tipo de carta poderá ser queimado posteriormente, encerrando o ciclo de reconhecimento e valorização da situação em causa.

Para escrever a Carta de Gratidão destinada a nós mesmos, podemos começar a elaboração da mesma da seguinte forma: “Eu (…) sou grato a mim mesmo por me permitir (…), reconhecendo que quando agradeço a mim mesmo sinto-me (…), conseguindo identificar e reconhecer as minhas (…), pelo que sou grato por tudo o que me permito (…). Esta carta pode também ser queimada ou guardada, para que quando vivermos situações menos positivas, de dúvida e medo, possamos lê-la e voltar a reconhece a gratidão na nossa Vida.

Por isso, caros leitores, comecem hoje mesmo a agradecer a vossa vida e tudo o que têm vivido, sendo que aconselho a escrita de um post-it, onde escrevem “Só por hoje sou grato por ser, sentir, aprender e viver” e levem todos os dias convosco para enaltecer a gratidão em Viver.


Ricardo Fonseca

www.semearemocoes.com